sábado, 14 de outubro de 2017

Dia das crianças x compras

O dia das crianças está chegando. Se vc ligar a TV em canais infantis, por exemplo, será bombardeado de propagandas de brinquedos que custam a bagatela de 300, 400 reais. Convido vcs a refletirem comigo a real necessidade de comprar algo nesse valor para que daqui a 3 ou 4 dias ficarem esquecidos num cesto de brinquedos. Qual é a motivação? Pq o amigo tem? Pq podemos pagar? Aqui em casa vamos entrar para o terceiro ano sem comprar brinquedos de dia das crianças. E eu amo brinquedos! Sempre e não são poucas as vezes, Clarice diz que quer tal brinquedo que dias depois fica esquecido na caixa. Então comecei a perguntar, fazê-la pensar em porque ela precisava disso. Claro que não exijo dela a maturidade que eu tenho, ela é uma criança e precisa ser tratada como criança. É um tijolinho por dia. Elas conversam, debatem à seu modo, tiram suas conclusões. Mas o que sempre fica de positivo nisso é a forma de torná-la um ser pensante, que não se induz por aquilo que dizem que ela precisa ser ou ter. São princípios que desejamos passar às nossas filhas, valores que preciso dar exemplo, ser seu modelo. Eu ainda preciso melhorar muito. Já fui tão consumista e desperdicei dinheiro com coisas que joguei fora. Já tive tantos sapatos e bolsas que quando olho pra mim hoje que vivo com o suficiente por escolha, eu me sinto mais leve e até mais organizada. Estão vendo essa foto? Esse fim de semana as meninas tiraram do cesto um verdadeiro haras.  Clarice logo disse que eles precisavam de um lugar pra ficarem. A primeira coisa que poderíamos pensar é: vamos comprar um. Até daria para ir numa loja e comprar mais uma quinquilharia. Mas dei a elas cola de silicone e palitos de picolé. Em uma tarde de chuva elas se ocuparam e criaram um cercado. A cabaninha foi eu, mas elas fizeram. Sentimos um baita orgulho quando acabamos. Nesse momento elas exercitaram a criatividade, coordenação motora, conversaram, planejaram. Que preço eu poderia colocar nesse brinquedo? São escolhas. São valores diferente do dinheiro. Eu sei que às vezes não temos tempo, nem paciência para deixar que isso aconteça. Mas sempre que dá, eu não perco a oportunidade. E vcs? Como é aí? Vamos refletir?



E no nosso dia das crianças fizemos um brinquedo que se ficar jogado no cesto, não haverá peso de consciência. Uma hortinha particular para as meninas brincarem de plantar e colher. Por aqui é uma brincadeira recorrente e agora espero que minhas verduras fiquem na geladeira. Haha




Nesse dia das crianças tivemos piscina, sol, almoço em família, amigos e um lanchinho especial pra elas... Simples e com todo amor que precisamos:




Beijos e até a próxima.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...