sábado, 26 de março de 2016

Dos nossos passeios

Dos nossos passeios. Da nossa fuga do consumismo.
Da nossa opção em mostrar para nossas filhas que o shopping é legal quando necessário. 
Passear por aí longe de vitrines, nos faz ver que existem secretarias de sesc que se preocupam com o nosso olhar. Um carinho. 
Imagina quando vem o vento nessa cortina.
 Imagina que legal abrir a porta e ver a renda voar. 
Podemos não sucumbir e gritar de volta para o consumismo: não! 
Não preciso disso pra ser quem sou. 
Prefiro cortinas ao vento, criança correndo, ler poesia na parede, tomar sorvete de iogurte!
 Melhor não fazer de conta que tanto faz!!!

Se a sua cidade tem sescs, não deixe de ir. Geralmente as programações infantis são preciosidades e muitas delas, gratuitas. Atividades de oficinas, contação de histórias, teatro, música, esportes, livros. Se não tiver sesc por aí, provavelmente tem uma praça, um parque, um quintal. Deixe-as tirar sós sapatos e brincar. O brincar é essencial na vida infantil. Cultive boas memórias. Não deixe pra depois. 









terça-feira, 22 de março de 2016

Viva as mudanças em mim

Hoje o dia foi corrido, até trabalho na faculdade eu fui apresentar. Teve momentos com as crianças que eu nem lembrei que era meu aniversário. Estranho isso. Estranho eu não querer comprar um bolo na confeitaria mais cara do bairro. Então fiz meu bolo, recebi ligações de pessoas queridas, o WhatsApp que notificou o dia todo com palavras de amigos de perto, de longe... mensagens dos grupos de whatss, do grupo da antiga faculdade, tão queridos e estranhos que mantém contato quase todos os dias, depois de 5 anos passados. Vcs me fizeram rir demais com as homenagens malucas e tão nossas! Mais mensagens da família desejando profundo tudo que pode existir de bom nessa vida. Agorinha abro o facebook e tanta gente escrevendo coisas boas. Li recado por recado! 
Somos transformados e moldados cada dia de nossa existência. A vida nos dá golpes às vezes que nos faz crescer de dentro pra fora, o tipo de crescimento que mais importa. Completar 33 anos pode ser estranho se pensar que foi há 15 anos que tinha 18. No entanto, é estranho ver o quando o tempo nos muda. Me estranho quando adoro passar um sábado à noite em casa. Me estranho quando o melhor programa é fazer um pic nic com meus amores. Quando prefiro pedir uma pizza e jantar em casa do que sair pelo trânsito, esperar filas dos restaurantes e entrar apressada e sair da mesma forma. Me estranho quando nem ligo se vão criticar a música que ouço ou qualquer outra coisa. 
Permanecer estranha pra mim é continuar autêntica aos meus valores. Cada um deles que não faço questão que mudem. O tempo nos define ao mesmo tempo que nos muda a todo tempo. Mudamos as coisas de lugar, mudamos o caminho, mudamos o perfume. Começamos a gostar de plantas, por exemplo. Comemoramos o ponto de bordado novo que aprendemos. Nos definimos por momento. Permanecer estranha para mim é definir-me ao mesmo tempo que descubro que essa estranheza de definição, sempre me transforma, me liberta de mim mesma, de maneira que, não existe começo, ponto final nem conclusão alguma, e sim, uma árdua e boa dúvida. Como serei daqui uns anos? Do que vou gostar ou desgostar daqui uma semana? Daqui a pouco estarei estranhamente amando acordar cedo, como faz a maioria das pessoas maduras por viver. 
Isso tudo é fantástico! 
Dessa forma, sigo indefinida. Sigo estranha e feliz, mas nem todos os dias. 
Sigo simples, amando as minhas pessoas, os meus amigos e amando o Criador e autor dos meus dias.

Viva pra mim mesma!
Feliz 33 anos, Samyra.






Fomos comemorar no outback Tb! ...  Eu amo!


 

quinta-feira, 10 de março de 2016

Mesmo se nada der certo e um ritual de aniversário

Esse mês é o mês do meu aniversário. Adoro fazer aniversário... Há uns 3 anos reservo esse mês pra realizar pequenos desejos meus, coisas que eu sei que daqui há alguns anos vai acionar o botão das boas lembranças em mim. É meu ritual de aniversário! Meu desejo hoje era comer chocolates sem culpa e escrever sobre uma música linda e um filme emocionante que assisti. Pequenas coisas que se tornam projetos e pensei que poderia vir aqui dizer isso pra quem quiser se presentear também com algo imaterial. Farei 33 anos no dia 22 de março e se eu vivesse apenas esses 33 anos eu já teria atingido a meta de tantas alegrias somadas no meu coração. 

Hoje quero compartilhar a música "Lost Stars" (tem vídeo dela e tradução ali embaixo). Mas pra falar sobre ela preciso dizer de onde veio.
Descobri semana passada um filme encantador. "Mesmo se nada der certo" .
O filme foi indicação no instagram. Certamente passei por ele várias vezes no Netflix, mas descobri agora um filme bonito feito em 2004 - (sou dessas). Com uma sinopse pouco atraente, o que me fez dar o play foi o fato de Keira Knightley, (uma das minhas atrizes preferidas) Mark Ruffalo, Adam Levine, Hailee Steinfeld e Catherine Keener estarem no filme de John Carney, mesmo produtor do filme "Apenas uma vez" que eu também adoro. 





Sempre que algo me emociona pela beleza, simplicidade e poesia eu desejo dividir. Comédias românticas já são tão legais para mim, são ainda mais boas de assistir quando os atores representam mocinhos e mocinhas com vidas normais, gente de verdade de carne e osso. Todos os personagens são pessoas simples, pouco populares e porque não dizer... fracassados em suas carreiras e amores. Mas são talentosos! Respiram música e fazem dela seu modo de viver expressando suas alegrias, tristezas, angústias e decepções. Percebi uma crítica sutil a artistas que se vendem para o público perdendo sua veia musical, que é o caso de Adam Levine, líder da banda Maroon 5 em seu personagem. A história é bonita, com cenas adoráveis de lindas e boa parte dessas baladas já estão na playlist do meu celular. O filme termina doce, sem heróis ou heroínas, sem um final irradiante de feliz, mas termina com pessoas genuínas, reflexivas, tentando encontrar contentamento em suas próprias histórias.

Descobrir, por exemplo, que Keira Knightley tem uma voz bonita foi surpreendente. Pegue um lenço quando ouvir Adam Levine  arrasar com nosso emocional cantando Estrelas Perdidas (Lost Stars). 


Deixo o vídeo da mais querida por mim. Tem uma letra visceral e que estou feliz de ter ouvido essa música linda que me fez chorar aos quase 33 anos. É tão bom me sentir jovem aos 32. Porque a juventude não pode ser desperdiçada em tempo algum. A vida é rara!




Por favor, não veja
Sou apenas um garoto preso em sonhos e fantasias.
Por favor, me veja
Tento alcançar alguém que não consigo ver

Pegue minha mão
Vamos descobrir onde vamos acordar amanhã
os melhores planos às vezes são uma noite sem compromissos
Estarei condenado
O cupido requer sua flecha de volta
Então vamos ficar bêbados em nossas lágrimas


E Deus, diga-nos o motivo
A juventude é desperdiçada nos jovens
É temporada de caça
E os cordeiros estão correndo
procurando um significado
Somos todos estrelas perdidas
Tentando iluminar a escuridão

Quem somos nós?
Apenas poeiras na galáxia
A aflição está dentro de mim
Se não tomar cuidado ela será realidade
Não deixe que nossas melhores memórias
Te tragam tristeza
Ontem eu vi um leão beijar um cervo
Vire a página
Talvez acharemos um novo final
Onde estamos dançando em nossas lágrimas

E Deus, diga-nos o motivo
A juventude é desperdiçada nos jovens
É temporada de caça
E os cordeiros estão correndo
procurando um significado
Somos todos estrelas perdidas
Tentando iluminar a escuridão

Eu achei que tinha visto você chorando
Achei que tinha escutado você chamar meu nome
Achei que tinha te ouvido lá fora chorando
Do mesmo jeito












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...