quarta-feira, 11 de março de 2015

10 marços são 10 anos

Será que vai ser piegas eu começar citando Camões?
"O amor é fogo que arde e não se vê"...
E se eu começar apenas dizendo que foi ontem?

Foi ontem! E já estamos completando bodas de zinco...
Soa piegas também... mas eu sou piegas e sou do contra. E 10 anos não pode passar batido, não pra nós dois.

Eu tinha 22 anos, um casamento marcado e uma passagem só de ida para São Paulo.
Tinha também uma mala com minhas roupas, tinha algumas recordações que eu gostaria de tê-las para sempre comigo e tinha uma salada de sentimentos...
Eu me casei. E comecei a ter uma vida de gente grande, numa cidade grande.
Aos 22 anos, aparentemente, muita gente não quer viver como gente grande. Muitos aos 22 anos ainda comem a comidinha da mãe. Aos 22 anos muitos vão só de mochila para Europa ou chegam de madrugada em casa depois de uma festa ou estão terminando um curso na faculdade.

Escolhi por livre e espontânea vontade me casar.
E eu consigo olhar pra trás com tanta gratidão! Que escolha acertada!
Eu olho para trás e vejo como Deus cuidou e encaminhou tudo de forma que, quando mais precisávamos um do outro, já éramos um do outro. Olhando para trás, hoje 12 de março de 2015 eu faria tudo, tudo de novo!
Em 10 anos a gente se conhece tanto ao ponto de reconhecer palavras em olhares.
Em 10 anos você descobriu, por exemplo, que eu prefiro ganhar sapatos do que flores.
Em 10 anos você conhece todos os meus defeitos. Cada um deles.
Em 10 anos você ainda me diz que me ama e me telefona no meio do dia, diariamente, para isso.
Em 10 anos a rotina não nos afoga, porque a rotina a gente inventa. Ela é leve e alucinada... mas ela tem música, risada e choro de criança, e tem café fresquinho. A rotina existe até para os solitários, não é?!

Me dá um orgulho danado pensar em tudo o que conquistamos e na família que formamos.
Eu consigo também olhar pra frente...
Daqui a 10 anos eu vejo a gente juntos. Talvez com alguns cabelos brancos.
Eu vejo nossas meninas crescidas e a gente preocupado como vamos bancar a faculdade delas... hahaha
Daqui a 10 anos eu vejo a gente  reconhecendo frases inteiras em olhares.
Daqui a 10 anos eu ainda vou preferir sapatos à flores...
Daqui a 10 anos eu me vejo com os defeitos de agora, e com novos defeitos para diversificar seu dia.
Daqui a 10 anos eu vejo a gente dizendo eu te amo porque nunca nos contentamos de contente...
Daqui a 10 anos a rotina vai existir, mas a gente inventa e reinventa o modo de
lidar com ela... sempre existirá música, risada, café e um par de sapatos novos para sairmos...
Daqui a 10 anos, eu quero estar ao seu lado porque amar é estar-se preso por vontade...

Há 10 anos a gente se uniu. Traduzimos um no outro o que significa ao pé da letra a palavra união. Me sinto uma só com você.

A frase abaixo é de um poeta contemporâneo, assim eu não citarei mais Camões neste texto:


Feliz 10 marços juntos!

Iceberg de verão

Algum tempo atrás, vasculhando o mundo do faça você mesmo do Pinterest, encontrei um DIY que fiquei fascinada. Alguém teve a fabulosa ideia de fabricar o próprio iceberg e dar para o filho brincar.
A brincadeira é tão legal que guardei ela em meus arquivos para fazer no próximo verão possível com as meninas.

O verão chegou e chegaram também os dias de piscina. São os meses em que pago com alegria a fatura condominial, porque de fato, as meninas aproveitam muito as áreas de lazer.

A receitinha da brincadeira é um chuchu!

um pote (pode ser potinho de sorvete)
água (preencha até o meio do potinho)
brinquedinhos que caibam no pote (você pode distribuir os brinquedos por tema, eu fiz de peixes e sereias)
congelador.

Uma dica: tenha sempre outro potinho no freezer, caso seu filho queira continuar a brincadeira.
Na primeira vez que fiz, não me preveni. Ou seja... o gelo derreteu e eu tive que ouvir muito choro de criança porque não tinha mais gelo pronto... hahahaha

Para a brincadeira ficar mais divertida eu coloquei um pouco de anilina azul na bacia onde o "Iceberg" iria derreter. 
A gente acaba se divertindo muito com a brincadeira deles. Minha filha me arrancou algumas gargalhadas quando eu a ouvia brincando...

Foto: Arquivo Pessoal






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...