segunda-feira, 17 de março de 2014

Criando filhos e expectativas

Quando mostrei uma foto da Clarice uniformizada para a família que mora longe, minha irmã Jeane escreveu: "que linda, tão inteligente! O que ela vai ser quando crescer?"

Clarice hoje é astronauta, médica, cozinheira,
bailarina, caçadora de borboletas, etc.
Eu não sei o que ela vai ser quando crescer.
É tão cedo para imaginar. Ou não.
Mas espero poder mostrar pra ela uma janela bem ampla com muitas e muitas opções de o que ser e o que não ser.
Será que ela vai poder escolher?
Se para crescer precisa deixar de ser criança...
Isso é uma pena, mas é relativo também.
É relativo que todas as crianças vão virar adultas e que todos os adultos não serão crianças.
E não estou falando de morte e sim de estado de espírito.
Complicado de entender? É complicado mesmo. 

É complicado o mundo em que Clarice vive hoje.
Será que um dia será descomplicado?
Como será o mundo dela em 2023?
Será que ainda vai ter água no planeta?

Criar filhos é criar expectativas, mesmo que você não queira. Mesmo sabendo que as escolhas não
são suas. Porque você faz, espera e deseja o melhor, o maior para os filhos. E as expectativas vão ali de mãos dadas com você o tempo todo. 

O que ela vai ser quando crescer? Eu espero que ela seja uma pessoa de bem, que ganhe a vida com o esforço do seu trabalho honesto, que dê importância as coisas simples, que se lembre dos valores morais que ensinamos a ela. Espero que ela tenha um cachorro para passear no parque, que tenha um amor que a respeite, que seja defensora da natureza, que ame a Deus acima de todas as coisas, que tenha tempo de ir ao cinema numa quinta-feira. Espero que ela goste de artes, que tome banho de mar, que sinta o vento nos cabelos. Espero que ela leia bons livros, que não tenha preconceitos. Espero que ela não tenha insônia, que cultive flores, que tome sorvete e saiba arrumar sua própria cama. Espero que ela tenha amigos verdadeiros, que seja responsável, que saiba dizer obrigada, por favor, e que sorria para o faxineiro do seu prédio. Que ela não tenha passarinhos em gaiola, que visite seus avós por amor, que tenha os traços do seu sorriso da infância.

Dedicado a Jeane, minha irmã.

4 comentários:

  1. Ela será! Tudo isso e muito mais, com a graça de Deus!
    Ela é doce, meiga, carinhosa, inteligente e, sendo criada por pais que a ensinam a amar a Deus e ao próximo...
    titia fica orgulhosa desde já em saber que ela será sim, uma pessoa de bem neste mundo tão carente de bondade!
    Amo muito...

    ResponderExcluir
  2. Deus venha proteje-la, de todo mal desse mundo, q ela tenha todas essas perspectivas, descritas pela sua mãe, realizadas ... Lindo texto samyra. Deus te de sempre sabedoria p cuidar e educar , esses tesouros q Ele mesmo te deu... bjs

    ResponderExcluir
  3. Texto ótimo, mamãe! Que Deus continue abençoando nossas filhas, para que sejam saudáveis em todos os aspectos.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, meus queridos! O comentário da tia Jeane rendeu um post. Hehehe obrigada por passarem aqui. Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...